sábado, 20 de novembro de 2010

Dia da Consciência Negra

Em homenagem ao dia em que celebramos o Dia da Consciência Negra, quero deixar um poema de Solano Trindade. Um negro que militou pela causa do negro e um grande incentivador da autoestima do homem negro e principalmente da mulher negra.


Negra bonita*


Negra bonita de vestido azul e branco
Sentada num banco de segunda de trem
Negra bonita o que é que você tem?
Com a cara tão triste não sorri pra ninguém?
Negra bonita
É seu amor que não veio
Quem sabe se ainda vem
Quem sabe perdeu o trem
Negra bonita não fique triste não
Se seu amor não vier
Quem sabe se outro vem
Quando se perde um amor
Logo se encontra cem
Você uma negra bonita
Logo encontra outro bem.
Quem sabe se eu sirvo
Para ser o seu amor
Salvo se você não gosta
De gente da sua cor
Mas se gosta eu sou o tal
Que não perde pra ninguém
Sou o tipo ideal
Pra quem ficou sem o bem... 


* Fonte: http://www.revista.agulha.nom.br/1solano.html

Nenhum comentário: